Dicas para falar em público – você não é importante!

Quando você vai assistir uma palestra/curso/apresentação etc., usualmente as “luzes” são focadas no palestrante – letras grandes, etc. Até certo ponto, isso é normal – valorizar um bom trabalho é algo positivo. Mas o foco exagerado no apresentador pode ter um lado negativo – você lembra do assunto ou do nome de quem apresentou? Se você vai falar em público, fica ansioso pela “sombra” dos grandes sobre você?

Falar em público – o quê, realmente, é importante?

Seja qual for o nome do evento (curso, palestra, apresentação, etc.), o objetivo é o mesmo: transmitir informação que produz algum efeito. Então, o importante é o resultado, não a causa. Sem querer comparar, claro: Hitler foi um dos maiores palestrantes que o mundo conheceu, mas o resultado…

O que você quer atingir?

Se você estiver preparando uma matéria para apresentar, pense: qual é o resultado desejado? Você quer convencer a sua assistência de alguma coisa? Quer motivá-los a agir baseados em conhecimento que já têm? Quer combater conceitos errados/desatualizados? Conforme o objetivo, você pode:

  • Convencer: Apresentar fatos, dados estatísticos, cálculos;
  • Motivar: Contar experiências reais de pessoas que agiram de uma determinada forma, e o resultado;
  • Combater: Mostrar resultados negativos – dados e/ou experiências – da forma atual de pensar.

Uma combinação dos métodos acima também pode ser usada, conforme o caso

O que assistência já sabe?

Se você vai dar uma aula de física quântica, vai começar com Aritmética? Talvez – quem é sua audiência? Você pode presumir que todos sabem o básico, mas… tem certeza? Por outro lado, se você começar muito “lá atrás”, sua audiência pode dormir – ou até desistir – logo nos primeiros minutos. Se precisar, faça perguntas no início, para estabelecer uma base comum

Mesmo durante a apresentação, preste atenção nas reações das pessoas, e ajuste sua forma e conteúdo conforme necessário.

Entusiasmo pela MATÉRIA

Falar em público - mostre algo de valor

Motivação “vazia” não adianta muito – por que as pessoas ficam sentadinhas quietas no cinema, por duas horas ou mais, e não conseguem aguentar uma palestra de 15 minutos? Você ficaria? Pensando nos pontos acima, você está realmente convencido que sua matéria é benéfica e interessante para seus ouvintes?

 

O entusiasmo não pode ser fingido – se você realmente acredita que tem algo de valor, isso vai transparecer naturalmente. E pensando nos seus objetivos, acima, você vai poder escolher a melhor forma de conduzir sua apresentação.

Na Trilia você encontra conteúdo!

Conheça os Cursos Gratuitos da Trilia

Responda nossa pesquisa e concorra a até dois Cursos por mês!

Visite nossa páginae inscreva-se – estamos sempre preparando novidades!

Curta nossa página no Facebook, para receber os artigos que publicamos semanalmente no blog.

Conheça nosso canal no YouTube e veja o que já estamos fazendo.

Um abraço,

contribua com um comentário

Que tal um belo desconto nos cursos da trilia?
Responda o formulário

Workshop de Angular

Receba mais informações e participe deste evento!
ENVIAR
close-link