Todo mundo reclama do governo, mas… e o seu “governo”? Investe em educação? Você tem um programa de treinamento – para si e/ou para seus funcionários?

O Engenho Lanches é um bom lugar para se tomar um café, ao sul de Florianópolis. O atendimento é muito bom – mas conversando com a “barista” que faz o café espresso, ela disse que nunca recebeu treinamento…

Não sou especialista, mas gosto do café dali – para quê treinamento, então?

Essa é a história de (quase) todas as empresas – e quase todas as pessoas. Treinamento é custo, só se faz quando absolutamente necessário.

Educação e Treinamento – qual é a diferença?

Do ponto de vista de investimento, nenhuma – ambos têm custo direto (preço de cursos, instrutores…) e indireto (tempo gasto). E ambos são necessários (vitais!) para melhorar o futuro – do país, da Empresa, o seu futuro. Por que, então, não investir?

Quanto investir?

Uma regrinha básica da economia diz que você deveria guardar 10% do que ganha. Quanto, então, deveria investir em treinamento?

Em minha opinião, o valor não importa – o que importa é a regularidade. Quando se fala em “10% do que ganha”, estamos definindo dois parâmetros: quanto se investe, e com que frequência. Se você estabelecer uma quantidade de horas e/ou R$ por mês, vai estar fazendo uma “poupança” de conhecimento. Meia hora por semana parece pouco? Bem… quanto você investe hoje? Se não investe nada, meia hora por semana é infinitamente maior, certo?

Eu não ganho o suficiente para isso

No ônibus, hoje (com o trânsito de Floripa, é mais rápido do que o carro), sentei ao lado de uma jovem – ela ficou o tempo todo no Whatsapp. Pode ser que não seja sempre, mas… quer apostar? Se você gastar 5 ou 10 minutos na internet pesquisando sobre um assunto, duas ou três vezes por dia, quanto vai aprender em um ano? Quanto teria aprendido, em toda sua vida profissional?

E se eu investir em treinamento  e os funcionários saírem?

Assim como num investimento financeiro “puro”, variedade frequentemente é vantajosa. Você perde em um, mas ganha com outros. Se você fizer um programa de treinamento que “cobra” participação dos funcionários no tempo deles, vai poder mensurar o interesse. “Venda” o treinamento como um benefício, que mostra que você se importa com eles. Se alguns saírem, provavelmente não valiam a pena mesmo – mas no longo prazo, vai valer a pena.

Se for para o sul de Floripa, passe no Engenho para tomar um café, você vai gostar – e se quiser, posso dar mais dicas da região.

Um abraço,

Ricardo Monteiro

Equipe Trilia/Inovação

Conheça os Cursos da Trilia

Conheça os Serviços de Assessoria da Inovação

Responda nossa pesquisa e concorra a até dois Cursos por mês!

Visite nossa páginae inscreva-se – estamos sempre preparando novidades!

Curta nossa página no Facebook, para receber os artigos que publicamos semanalmente no blog.

Conheça nosso canal no YouTube e veja o que já estamos fazendo.

contribua com um comentário

Que tal um belo desconto nos cursos da trilia?
Responda o formulário

Workshop de Angular

Receba mais informações e participe deste evento!
ENVIAR
close-link